IPV - Instituto de Pastoral Vocacional



Busca



Loja Vocacional


Caderno Vocacional - Caminhos 2017
Instituto de Pastoral Vocacional


Caderno Vocacional - Caminhos 2017
Instituto de Pastoral Vocacional




Chamados pelo nome
Xavier Pikaza


Projeto Emaús
Dom Eurico dos Santos Veloso



mais produtos


Recados

"Olá, muito bom poder contar com este espaço interativo; que nos ajuda sempre buscar reinventar novas maneiras de fazer conhecer e amar Jesus. Parabéns! Ir. Antonia - canossiana."


Ir. Maria Antonia





Artigos

 
  
 

Despertar para Sonhar

13.07.2015

João, Renato e Lucimara são jovens com um sonho em comum: transformar a realidade onde vivem. Com origens e trajetórias diferentes, eles vão descobrindo o sentido da vida, o chamado que Deus faz a cada um. No processo vocacional que ocorre no dia a dia compreendem que a resposta ao projeto divino é pessoal, mas a razão está no serviço a Deus e ao outro, em ser protagonista na história. Despertar para sonhar é o início, mas também o caminho e a meta de toda a vocação missionária

 

“Despertar para sonhar” é o título sugestivo de um filme com enfoque missionário-vocacional que o Instituto de Pastoral Vocacional (IPV) e as Paulinas estão lançando neste próximo dia 30 de julho de 2015, imediatamente antes da abertura do mês vocacional no Brasil. O roteiro prevê dinamicidade para atingir especialmente a juventude, em situações reais, possibilitando ao educador ou agente pastoral trabalhar os valores cristãos, conforme, inclusive, a Campanha da Fraternidade deste ano, “Fraternidade: Igreja e Sociedade”, com o lema: “Eu vim para servir” (cf Mc 10,45). O próprio título e a proposta do filme, “Despertar para sonhar”, já pode ser considerado um indicador para o comprometimento e a mudança de atitude do ser humano na sociedade, fazendo perceber que a preocupação com o outro é um valor a ser recuperado no dia a dia.

O filme, com duração de 35 minutos, tem o cuidado de apresentar propostas a serem “abraçadas” pelo jovem ou o espectador, perpassando os valores da dignidade humana, a cultura da paz e o serviço ao outro. “Despertar para sonhar” quer ser um instrumental nas mãos dos profetas ou operários e operárias da messe, em seu propósito de estar “despertando” outros profetas ou operários da messe, para o serviço na messe...

Com argumento do IPV, roteiro de Maria Inês A. Godinho e direção de Osmar Koxne, “Despertar para sonhar” tem, no elenco, Lucas Ramos (Renato), Airyn Vishnevsky (Lucimara), Fernando Cursino (João) e Rogério Pércore (Padre Daniel), dentre outros. “A fotografia e a riqueza dos detalhes nos diversos cenários é um dos grandes diferenciais deste quarto filme vocacional do IPV”, afirmou o padre Juarez Destro, diretor presidente do IPV. “Os três primeiros filmes tiveram uma grande aceitação entre os animadores vocacionais e, certamente, este também cumprirá seu objetivo de ser um provocador da juventude”, continuou Pe. Juarez. De fato, desde o primeiro filme, “Além das ilusões”, que conta a história de Sílvia, a jovem que estava à procura de um sentido para a sua vida, já se passaram mais de 20 anos. “Agora a decisão é tua” e “Caminhos abertos” foram os outros dois filmes, que vieram a seguir, cada qual com enfoques vocacionais nas etapas do despertar, discernir, cultivar e acompanhar. “Era hora de um novo filme vocacional”, revelou Ir. Élide Pulita, coordenadora do projeto. “E o tema missionário é muito atual e provocativo”, completou. Como nos três primeiros filmes, “Despertar para sonhar” contém um subsídio impresso pedagógico para auxiliar a missão do educador ou animador vocacional.

Os trabalhos começaram no final do ano passado e, após as várias etapas, eis que a Igreja do Brasil estará ganhando mais um importante subsídio a ser utilizado no serviço de animação vocacional. O grande objetivo do filme realmente é servir os animadores vocacionais com um valioso instrumento de catequese e educação cristã, auxiliando a sociedade a se “converter” à missão, testemunhando a alegria do evangelho. Entende-se por animador vocacional todo agente pastoral, ministro ordenado, pessoa de vida consagrada, cristão leigo e leiga comprometido tanto na Igreja quanto na sociedade.

 

O filme

João saiu da casa dos pais com 16 anos, indo para a cidade grande, otimista e convicto de que as oportunidades surgiriam, mantendo a ligação com a família. Lucimara teve dificuldades em obter a aprovação do pai para o seu projeto de vida. A mãe demonstrou-se mais compreensiva. Renato já tinha um futuro certo pela frente, a empresa de seu pai, Mário. No entanto, o projeto não era dele, mas de seu pai. O papa Francisco convida os jovens a construir um mundo melhor, de justiça, amor e paz, na fraternidade e solidariedade. Utiliza a imagem do futebol (chutem para frente) e compara a história com um “trem” ou algo do gênero, afirmando que se deve estar na frente, sendo protagonista. Os amigos João e Renato descobrem que têm o mesmo sonho, de “mudar o mundo pra melhor”, sem ficar esperando de braços cruzados, mas se colocando a serviço. Esta opção nem sempre é bem vista pelos outros, e muitas vezes gera incompreensões. Ambos, João e Renato, buscam na Palavra de Deus um alento. Ao final do filme há a revelação da continuidade das histórias dos três protagonistas, João, Lucimara e Renato. “De tanto sonhar, um dia despertamos para realizar nossos sonhos”, afirmaram.



IPV-jad